Quando perdemos nossos professores

Bons professores fazem coisas maravilhosas em nossas vidas. Nos dão acesso ao conhecimento, nos dão subsídios para buscar a verdade e nos dão carinho e atenção, quando encontramos algum obstáculo que exige esforço e apoio extra. Eles são os protagonistas de uma das fases mais importantes de nossas vidas. A fase em que começamos a definir quem seremos.

Faço este preâmbulo para falar de uma querida docente que, infelizmente, nos deixou no sábado passado, após se envolver em um acidente de trânsito próximo à Ponte sobre o Rio Palmares, na RST-101. Maria Adelia Rolante lecionou, durante anos, a disciplina de história na Escola Estadual de Ensino Fundamental Major Cacildo Krebs, no distrito de Granja Vargas, até se aposentar.

Durante os quatro anos em que lá permaneci, da quinta a oitava série, tive a grata satisfação de ser seu aluno. Pude testemunhar o comprometimento da professora Délia, como era carinhosamente chamada, para com seus alunos. Ela era uma pessoa afável e agradável, sempre disposta a ensinar e motivar os estudantes. Era também uma professora que representava a autoridade docente em sala de aula e transmitia bons referenciais éticos, tão carentes no Brasil atual.

Dom Pedro II, costumava dizer que “se não fosse imperador, desejaria ser professor. Não conheço missão maior e mais nobre que a de dirigir as inteligências jovens e preparar os homens do futuro”. E, realmente, é difícil existir outra profissão tão grandiosa para o desenvolvimento de uma nação como a dos docentes. Por isso, a missão da querida Délia foi tão nobre conosco.

Sua morte abrupta deixa uma lacuna em sua família e na comunidade palmarense. Em mim, além da consternação pela perda, a professora Délia deixa um legado de boas lembranças e de ensinamentos valiosos que levarei para o resto da vida. Sua generosidade, carinho e entusiasmo sempre brilharam durante as aulas e continuarão a brilhar no Céu. Que Deus reconforte o coração de seus entes queridos neste momento de dor.

PANORAMA DE VOLTA

O Panorama estará de volta à programação da Rádio Conexão Palmares 98,1 MHz a partir da próxima sexta-feira, 10 de março. O programa, que foi veiculado durante um ano aos sábados pela manhã, retorna à grade da emissora palmarense com novas trilhas e vinhetas e em novo horário, das 18h às 19h. O programa terá novidades no formato, mas manterá a premissa do bom jornalismo local, com muita informação, opinião, interatividade e entrevistas com personalidades de Palmares e região. A apresentação será de Diego Di Luca e Gustavo Inácio.

PONTO FINAL

Aqueles que abrem mão de uma liberdade essencial por uma segurança temporária não merecem nem liberdade e nem segurança”.

Benjamin Franklin

Gustavo assinatura novo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *