Terapia inovadora transforma células de câncer de mama em gordura para evitar metástase 

Um dos grandes desafios no combate ao câncer é controlar a disseminação das células cancerígenas por outras partes do corpo além do órgão afetado — o que é chamado de metástase. Para contê-la, pesquisadores do departamento de biomedicina da Universidade da Basileia, na Suíça, testaram um tratamento inovador. 

Em experimentos feitos com camundongos, os cientistas combinaram duas substâncias e conseguiram transformar células de câncer de mama, que se dividem rapidamente, em células de gordura, que não se multiplicam. Assim, o tumor é impedido de invadir tecidos próximos e vasos sanguíneos, não provocando metástase. Essa terapia utiliza duas drogas: rosiglitazona, usada para diabetes, e trametinib, que inibe o crescimento e disseminação das células cancerígenas. 

– No futuro, essa nova abordagem terapêutica pode ser usada combinada com a quimioterapia convencional para suprimir o crescimento primário do tumor e a formação de metástase – disse, ao site da Universidade, o líder do estudo, Gerhard Christofori. 

O mecanismo do tumor 

As células tumorais têm uma grande capacidade de se adaptar a mudanças, isso porque conseguem reativar um processo celular importante para o desenvolvimento embrionário. Dessa forma, elas se adaptam a outros tipos de células, migrando para outras regiões. Foi exatamente nessa fase de transformação que os cientistas começaram a atuar, impedindo a disseminação das células.

ImagemCélulas cancerígenas marcadas em verde e uma célula gordurosa marcada em vermelho na superfície de um tumor (esquerda). Após o tratamento (à direita), três antigas células cancerígenas foram convertidas em células

Fonte: BBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *